O uso de implantes hormonais no combate à cefaleia - Elsimar Coutinho

CENTRAL DE MARCAÇÃO DE CONSULTAS: (71) 3023-1600

O uso de implantes hormonais no combate à cefaleia

Método é alternativa para mulheres que sofrem com crises da cefaleia.

Novas tecnologias e possibilidades têm surgido para acompanhar o ritmo em que a vida das mulheres se transforma. Dito isto, no mês em que é celebrado o Dia Nacional de Combate à Cefaleia (2), relembramos que, para além dos efeitos anticoncepcionais, as mulheres também podem utilizar os implantes hormonais como aliados contra a enxaqueca.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cefaleia, estima-se que cerca de 20% das mulheres é diagnosticada com a condição. O fato se deve, em sua maioria, pelos fatores hormonais característicos ao período de ovulação e menstruação, o que pode ser contornado por meio da implantação de hormônios.

O ginecologista e integrante do corpo médico da Clínica Elsimar Coutinho há 30 anos, Dr. Luiz Carlos Calmon, sinaliza que o procedimento é muito comum nos consultórios especializados e que a experiência das mulheres é majoritariamente positiva, no que tange à eliminação das dores de cabeça, desde que estejam relacionadas à Tensão Pré-Menstrual (TPM).

“É claro que não se devem menosprezar outros fatores de risco quando o assunto tem potencial neurológico. Mas, em muitos casos, na análise do quadro da paciente conseguimos identificar que a enxaqueca é um dos sintomas da TPM e que isso pode ser combatido com facilidade, através do implante. O tratamento é simples: consiste apenas em bloquear o ciclo menstrual.”, esclarece o especialista.

Atenção aos sintomas

A dor de cabeça é, geralmente, o indício mais forte da enxaqueca, mas não é o único. Quando acompanhada por enjoo, vômito, sensibilidade à luz, falta de concentração, diarreia, barulhos e cheiros, por exemplo, é hora de procurar ajuda médica para de encontrar a melhor forma de tratamento.

A Clínica Elsimar Coutinho atua com o desenvolvimento e aplicação de implantes hormonais personalizados, que podem eliminar de vez os efeitos da enxaqueca relacionada à TPM.

Esses implantes são tubinhos de silicone com três milímetros de diâmetro e três centímetros de comprimento que são implantados na região glútea, sob efeito anestésico. Eles possuem durabilidade de seis meses a um ano, a depender das características de cada paciente.

Além dos efeitos contra a enxaqueca, os implantes também podem suspender a menstruação, eliminar as cólicas, além de prevenir e tratar a endometriose e reduzir o surgimento de miomas.

Saiba mais em: www.clinicaelsimarcoutinho.com.br.

INFORMAÇÕES À IMPRENSA

Bianca Fernandes – Una Comunicação e Sentido
E-mail: bianca@unacomunicacaoesentido.com.br
Telefone: (71) 99378-0061

Luana Nunes – Una Comunicação e Sentido
E-mail: luana@unacomunicacaoesentido.com.br
Telefone: (71) 99243-0502